terça-feira, 12 de julho de 2016

Técnico em Petróleo é a profissão sem curso superior mais bem paga; ferramentaria fica em segundo


Mesmo sem um diploma do Ensino Superior, há profissões que oferecem salários interessantes. É o que revela um levantamento feito pela Catho, site de empregos.
Na lista com os 10 cargos mais bem remunerados e que não exigem formação superior, a média salarial mensal pode ultrapassar R$ 5 mil. Esse é o caso do técnico de Petróleo, profissão que lidera o ranking da Catho.
– O diploma técnico é capaz de preparar profissionais para exercer determinadas atividades que tiveram um crescimento importante nos últimos anos e passaram a oferecer remunerações mais atraentes – afirma Murilo Cavellucci, diretor de Gente e Gestão da Catho.
Já na área de Assistência Técnica, o técnico em Inspeção de Equipamentos ocupa o quarto lugar na lista de melhores remunerações, com um rendimento mensal de R$ 4.127,80. O segmento industrial/operações é o que possui mais profissões na lista de cargos mais bem remunerados e que não exigem formação superior. Do total de 10 profissões no ranking, seis pertencem à área: ferramenteiro de Corte e Repuxo (segundo lugar), técnico sucroalcooleiro (terceiro lugar), ferramenteiro de Manutenção (em sétimo), ferramenteiro de Moldes Plásticos (em oitavo); e projetista mecânico (em último).

Estabilidade para servidor sem concurso pode ser votada na quarta
A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 518/10, que concede estabilidade ao servidor público não concursado, reúne-se nesta quarta-feira para discutir e votar o parecer do deputado Átila Lins (PSD-AM). O relator recomenda a aprovação da proposta.
A votação estava inicialmente prevista para a última quarta-feira, mas foi adiada a pedido de deputados que queriam mais tempo para analisar o relatório.
A proposta em análise na comissão, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), concede estabilidade ao servidor público não concursado em exercício na data de início da vigência do Regime Jurídico dos Servidores da União (Lei 8.112/90). Essa legislação entrou em vigor no dia 12 de dezembro de 1990.
O texto beneficia os funcionários de todos os poderes, nos três âmbitos das administrações direta e indireta (federal, estadual e municipal), admitidos pela CLT.
Atualmente, a garantia de estabilidade para servidores sem concurso é válida somente para aqueles que estavam em atividade em 5 outubro de 1988 – data da promulgação da Constituição – e ocupavam o cargo há pelo menos cinco anos.
A reunião está marcada para as 16 horas, em plenário a ser definido.

Fonte: Monitor Mercantil - Com informações da Agência Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário